18 de novembro de 2011

PINGUINS NA ISLA MARTILLO

Ontem passamos no porto e reservamos, pra hoje, o passeio para a pinguineira. Fizemos com a empresa Pira Tour, a única que desembarca na ilha dos pinguins. As demais empresas param bem próximas da ilha, mas não é permitido descer do barco.
Há duas saídas diárias, uma às 08h e outra às 14:30. Segundo o rapaz, o passeio dura 6 horas.
(uma hora e meia para ir de van + quinze minutos de travessia de bote até a ilha + uma hora caminhando na ilha + quinze minutos de travessia de volta + uma hora e meia na estância para visitar o museu Acatushún ou fazer um lanche na lanchonete + uma hora e meia para voltar de van).

Agendamos para a parte da manhã, teríamos que estar no porto quinze minutos antes, ou seja, às 07:45. Chegando na pousada perguntamos se poderíamos tomar o café um pouco mais cedo, já que teríamos que sair bem cedinho, antes do café ser servido, já que o mesmo começa às 08h. Ela, com um sorrisão no rosto, disse que não teria problemas em tomarmos o café às 07h.
Descemos já prontos e assim que terminamos o café começou a cair uma baita chuva. Ficamos na dúvida se o passeio sairia mesmo com chuva. Ainda não havíamos pago, mas tínhamos dado uma parte (200 pesos) para a reserva. Se o passeio saísse mesmo com chuva e nós não estivéssemos lá no horário marcado, perderíamos os 200 pesos já pagos, sendo assim, saímos nós embaixo de chuva. Compramos calças impermeáveis para essa viagem, mas é claro que nenhum de nós dois estava com ela. :)
Chegamos no porto completamente molhados. Meus pés estavam congelando, já que eu estava com um tênis (com a parte de cima de pano) e não com a bota de caminhada.

Chegamos na agência e as outras pessoas já estavam lá. O passeio iria sair mesmo com chuva. Assim que ele encaminhou os outros turistas para a van (nós não fomos porque tínhamos que pagar o restante), perguntei pra ele se poderíamos marcar para outro dia, já que estávamos muito molhados e poderíamos ficar doentes.
Ele ligou para estância Harberton e perguntou se haveria algum problema em transferir o nosso para a parte da tarde. Eles disseram que não haveria problemas e com isso voltamos para a pousada. Chegamos molhadinhos e geladinhos. Tomamos um banho quentinho, ligamos o aquecedor do quarto, nos agasalhamos e tomamos uma vitamina C.

Quando foi meio dia o tempo começou a mudar e abriu o maior solzão. Nem acreditei! Mesmo assim, saímos com nossas roupas impermeáveis. :)

Chegando na estância o tempo começou a fechar novamente. Que tempo doido aqui! Pra nossa sorte, durante a visita a pinguineira não choveu. Ela só caiu quando já estávamos no bote (esse aí da foto abaixo) voltando para a estância, mas como ele é fechado, só pegamos mesmo a chuva quando estávamos caminhando para o museu.
Mas vamos aos pinguins... Como são fofos! E alguns são bem curiosos! Chegam bem pertinho de nós.
Na ilha há duas espécies de pinguins. Os de magalhães (Spheniscus magellanicus), que são a maioria, e os gentoo (Pygoscelis papua).

Sobre os pinguins de magalhães: "medem cerca de 70 cm de altura e pesam entre 5 e 6 kg. Sua plumagem é negra nas costas e asas e branca na frente. A maior parte deles têm na cabeça uma risca branca, que passa por cima das sobrancelhas, contorna as orelhas e se une no pescoço, e uma risca negra e fina na barriga em forma de ferradura. Os olhos, o bico e as patas são negros".
Sobre os pinguins gentoo: "medem de 75 a 90 cm de altura e pesam entre 5,5 kg e 8,5 kg (os machos) e entre 5 kg e 7,5 kg (as femeas). Possuem uma mancha branca na cabeça, o bico e os pés alaranjados."
É emocionante ver estes bichinhos (que estamos acostumados a ver somente em zoológico) em seu habitat natural.
Caminhamos até os ninhos, onde pudemos vê-los chocando seus ovos. Fofos!
É um passeio muito legal! Recomendamos!

O museu Acatuchún foi criado para o estudo da biologia dos mamíferos marinhos, principalmente os golfinhos, e aves do extremo sul da América do Sul. Ele fica a 500 metros da casa principal. É pequeno, mas legalzinho.
Informações Gerais:
Empresa: Pira Tour (há uma agência na Av. San Martin e uma cabaninha no porto)
Valor: AR$ 370,00 (por pessoa incluindo transfer) + AR$ 45,00 (por pessoa) de entrada para Estância Harberton - (valor em novembro de 2011).

2 comentários:

Expedição Andando por aí... disse...

Cris... Que fotos lindas dos pinguins... As das patinhas e dos ovos estão show... Tempo doido mesmo por lá... kkkkk... Ainda bem que trocarma o horário do passeio, senão era gripe na certa...
Estou aqui matando as saudades desse lugar mágico!
Bjs
Carla

Cristiane Dias disse...

Oi amiga! Os pinguins são uns fofos, né!? No dia dos pinguins até tivemos sorte com a chuva, mas hoje não teve jeito. Fizemos o passeio pelo canal de beagle embaixo de chuva. Uma pena, pois não deu pra explorar muito as fotos. Foi o básico mesmo, e ainda tivemos que ficar o tempo todo dentro do barco com um bando de adolescentes falando alto (em alemão e inglês) nos nossos ouvidos. Aff.. rsrs
Daqui a pouco vou postar o passeio de ontem e o de hoje.
Bjos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...