7 de agosto de 2016

FERIADO OLÍMPICO EM BÚZIOS

Aproveitamos o feriado olímpico aqui no Rio e fomos para Búzios.

Ficamos uma noite na pousada Experience, em João Fernandes.

E duas noites no Ferradura Resort.


Em breve postaremos nosso ponto de vista sobre cada um deles. ;)

** Obs: As fotos acima foram retiradas dos sites dos respectivos hotéis. **



28 de dezembro de 2015

BELEZA E HISTÓRIA NUM SÓ LUGAR: PRAIA PRETA

- Dia 04/11/2015 -

Em nosso primeiro dia na ilha fomos aproveitar a praia preta e suas areias monazíticas. Um lugar lindo e cheio de história.


 
 

A primeira vista a praia pode parecer suja, afinal, suas areias são escuras. Mas essa cor se deve aos minerais existentes por lá.

- AREIA MONAZÍTICA:

"é um tipo de areia que possui uma concentração natural de minerais pesados, podendo ocorrer ao longo do litoral e em determinados trechos de rios".
- fonte: wikipédia

Areias Monazíticas da Praia Preta

Muita gente acredita que as areias monazíticas têm efeito terapêutico, aliás, havia uma senhora espalhando areia por todo o corpo. Entretanto, nada foi cientificamente comprovado.




Na praia há um rio que desagua no mar e ele foi o ponto alto para nossa princesa. Ela simplesmente adorou o riozinho.

Brincando no riozinho

 A trilha para a praia é tranquila e bem bonita. São aproximadamente 15 minutos caminhando desde a praia de Abraão.








IMPORTANTE:
Leve água e lanche, pois na praia preta não há local para comprar.


É nessa praia que estão as ruínas do Lazareto, antigo presídio que funcionou também como hospital de quarentena.



- CONHECENDO UM POUCO A HISTÓRIA DO LAZARETO:
Ele foi construído em 1871 e funcionou como hospital de quarentena até 1913. Em 1932 foi reaberto para funcionar como presídio, e assim permaneceu até 1954, quando os presos foram transferidos para o presídio de Dois Rios e o Lazareto foi demolido com tiros de canhão. - Fonte: Ilha Grande.Org

Ruínas do Lazareto envoltas pela vegetação

Atualmente resta apenas uma parte das ruínas, porém, o local está interditado sob risco de desabamento.


Passamos a manhã toda na praia preta, assim como o início da tarde, e só fomos embora porque tínhamos que almoçar.

Praia de Abraão, depois do almoço
.
Ali pertinho está o aqueduto, mas não fomos até lá porque a Bia estava cansada de tanto brincar. Eu também não fiz questão de ir porque já conhecia, das outras vezes em que estive na ilha.

Eu, em 1994, e o aqueduto ao fundo

Foto tirada de cima do aqueduto em 1994

25 de dezembro de 2015

POUSADA RECREIO DA PRAIA

Durante nossa estadia em Ilha Grande (de 03 à 08 de novembro), ficamos na pousada Recreio da Praia. A pousada é uma graça e muito bem recomendada no TripAdvisor. Fica de frente para a praia de Abraão, bem pertinho do cais e de restaurantes.

Frente da pousada - Panorâmica feita com celular
Apesar de ficar de frente para a praia, não há quartos com vista para o mar, já que todas as unidades são voltadas para a área interna.

Área interna da pousada

Recepção à esquerda e salão do café da manhã à direita

Os quartos são espaçosos e confortáveis. Possuem TV, frigobar, split, ventilador de teto, armário com cabides e um cofre.

Quarto com 1 cama king e 1 cama de solteiro

 

Na pousada há piscina, sauna, sala de jogos e uma copa baby. No período em que estivemos lá a sauna não estava funcionando, mas pra nós não fez diferença, já que não a usaríamos mesmo.

Piscina e salão de jogos ao fundo

Sauna

Copa Baby

Há também 2 computadores na recepção para uso dos hóspedes. 

Recepção

Recepção - Computadores para uso dos hóspedes

A pousada também disponibiliza Wi-Fi, mas apenas para 1 pessoa por apartamento. No nosso caso, a internet só funcionou no primeiro dia. Nos demais não funcionou de jeito nenhum.

O café da manhã é bom, com bastante opção, mas achei que os funcionários demoram um pouco pra repor as coisas a medida em que elas vão acabando. Na grande maioria dos lugares onde nos hospedamos, há sempre um funcionário verificando o que está terminando para poder repor sem prejudicar o andamento do café da manhã, o que não vi acontecer por lá. Aliás, pelo contrário, sempre era um hóspede que avisava que algo havia terminado. E do aviso até a reposição da tal coisa, muitas vezes demorava.

Mas isso não nos impedirá de ficarmos hospedados lá novamente. Quando voltarmos a ilha, ficaremos lá.

Além de todos os entretenimentos citados acima, a pousada também possui gerador próprio, o que é muito bom, pois no sábado faltou luz e, graças ao gerador, não ficamos na escuridão.

Quando fomos embora, no domingo, a luz ainda não havia voltado.

No próximo post contarei sobre os passeios que fizemos.
Até lá! 

3 de novembro de 2015

ILHA GRANDE - A IDA

Resolvemos viajar pra perto nessas ferias, e o local escolhido foi Ilha Grande. 

A ilha é uma velha conhecida nossa. Já estivemos lá outras vezes. Eu, umas 5 vezes, sendo 4 há uns 20 anos, com amigos, e 1 com o Cris no inicio do nosso namoro. Ele também já havia ido uma vez com seus amigos, antes de nos conhecermos.

- COMO CHEGAR A ILHA GRANDE:
Há 3 cidades de onde a travessia pode ser feita:
- Mangaratiba, Angra dos Reis e Conceição de Jacareí.


- MANGARATIBA
É o local mais próximo para quem vai do Rio. Fica há aproximadamente 100km de distancia (1:30 de carro, sem transito, o que é praticamente impossível, esse ano, devido as intermináveis obras na avenida Brasil).
A travessia para a ilha é feita por barca, mas somente pela manhã. As sextas-feiras há uma barca extra à noite. O trajeto é feito em 1:40.

Horários da barca:
Mangaratiba - Abraão: as 8h (diariamente) / barca extra as sextas-feiras as 22h.
Abraão - Mangaratiba: as 17:30 (diariamente)
Endereço: Rua XI de Novembro, s/nº - Centro de Mangaratiba (em frente a igreja Nossa Senhora da Guia e ao lado do ponto de ônibus da viação Costa Verde).

- ANGRA DOS REIS:
É o local mais longe de quem vai do RJ. Fica há aproximadamente 148km (2:30 de carro, sem transito). 
A travessia é feita por barca na parte da tarde, ou por embarcações menores (escunas) ou mais velozes (lanchas). O trajeto de barca é feito em 1:30.
O local de saída das embarcações são diferentes. A barca saí do cais da Lapa, enquanto que as demais embarcações saem da estação Santa Luzia. Mas não se preocupe pois elas são próximas.

Horários da barca:
Angra - Abraão: as 15:30 (de segunda a sexta) e as 13:30 (nos finais de semana e feriados)
Abraão - Angra: 10:00 (diariamente)
Endereço: Cais da Lapa, s/nº - Centro de Angra dos Reis

- CONCEIÇÃO DE JACAREÍ:
Fica entre Mangaratiba e Angra. Fica há uns 118km do Rio (1:45 de carro, sem transito). De lá não saem barcas, apenas pequena embarcações (escunas ou lanchas). Devido a sua proximidade com a ilha, a travessia é mais rapida. Pode levar de 30 a 50 minutos, dependendo da embarcação. Há várias opções de horários.
Sempre fui pra ilha de barca, sendo assim, não posso dizer como é a travessia em outras embarcações. Com a barca posso dizer que é super tranquila.

Para saber maiores informações sobre as barcas, é só acessar o site da CCR Barcas.

A barca

Nós na barca

Apesar de ser a cidade mais distante, decidimos ir por Angra. Os motivos são:
- barca saindo na parte da tarde, as 15:30, o que nos possibilitou sair um pouco mais tarde de casa, já que a de Mangaratiba sai as 8h.
- estacionamento em Angra bem em frente ao cais das barcas.
- e o principal motivo, o horário de volta da barca (Abraão-Angra) ser pela manhã, já que o check-out nas pousadas são antes do meio dia, e a barca para Mangaratiba é as 17:30.

Pagamos: R$ 14,00 por pessoa e a Bia (3 anos) não pagou. 

Como eu disse lá em cima, as intermináveis obras na avenida Brasil deixam o transito hiper-mega ruim em vários trechos da avenida. Já na rodovia Rio-Santos, o trajeto foi tranquilo. 

Em Angra, o GPS (Google maps) aponta o estacionamento dois irmãos (onde deixamos o carro) um pouco antes do que ele realmente é (ver foto abaixo). Por isso, se estiver indo pra lá, ao invés de virar a esquerda ali no final, vire a direita.

Há um estacionamento da prefeitura (gratuito) ao lado do cais das barcas, mas como não havia ninguém pra "tomar conta", achamos melhor não arriscar.

Como chegamos relativamente cedo, fomos almoçar no restaurante Fogão de Minas, que o rapaz do estacionamento nos indicou. Comida à quilo boa e barata.

DICA:
De Angra para Abraão sente ao lado direito da barca para ir apreciando a ilha quando ela chega na baía de Ilha Grande.

No próximo post contarei sobre a pousada que ficamos.
Até lá!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...